Certo dia perguntaram a seu Pastinha

Iêêêê

Certo dia perguntaram a seu Pastinha
O que era a capoeira
Ele, mestre velho e respeitado
Ficou um tempo calado
Revirando em sua alma
Depois, ele respondeu com calma
Em forma de ladainha

A capoeira
É um jogo, é um brinquedo
É se respeitar o medo
É dosar bem a coragem
É uma luta
É manha de mandigueiro
É um vento no veleiro
É um lamento na senzala
É um berimbau bem tocado
É um corpo arrepiado
É um soriso de um menino

A capoeira
É o vôo do passarinho
É bote da cobra coral
É sentir na boca
O gosto do perigo
É sorrir para o inimigo
É apertar a sua mão

A capoeira
É um grito de Zumbi
Ecoando no quilombo
É si levantar do tombo
Antes de chegar no chão
É o ódio
Esperança que renace
Uma tapa  que explodiu na face
E vai arder no coração

Em fim é aceitar o desafio
Com vontade de lutar
A capoeira é um barco pequeninho
Solto nas ondas do mar
É um peixe pequeninho
Só pelas ondas do mar

Camará!

Un pensiero su “Certo dia perguntaram a seu Pastinha

Lascia un commento

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione / Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione / Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione / Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione / Modifica )

Connessione a %s...