Besouro, il capoeirista mitico

In poche parole, Besouro de Mangangá, Besouro de Santo Amaro, Besouro Preto, Besouro Cordão de Ouro o simplicemente Besouro (scarabeo) è un capoeirista mitico, un eroe popolare nato nel 1895 nella città de Santo Amaro da Purificação nello Stato da Bahia in Brasile.

A quella epoca, i capoeiristi,  figli degli Africani schiavizzati,  usavano spesso il proprio corpo per lavorare nelle culture di canna da zucchero ma lo usavano anche  nell’arte della capoeira, affirmando la loro forza e il loro valore all’indomani dell’abolizione dello schiavismo. Per capire la leggenda di Besouro bisogna anche tenere presente che la fine del XIX secolo è stato un periodo di forte repressione della pratica della capoeira.

Il coraggio e l’abilità di Besouro era tale che poteva affrontare da solo la polizia e chiunque gli mancasse rispetto o  minacciasse di catturarlo. Certi riportano di averlo visto volare via durante alcuni combattimenti (da lì deriva il suo nome). Si dice anche che era invincibile perché aveva il “corpo fechado” (protezione religiosa), e per questa ragione nessun coltello, nessuna pallottola poteva ammazzarlo… Tranne il coltello di ticùm (un legno nero considerato magico). Besouro aveva molti nemici, e un giorno che rimase intrappolato, circondato da 40 uomini, ricevé il colpo fatale…

Ma esistono varie ipotesi sulle circostanze della sua morte. Ecco la versione di Victor Alvim Garcia nel libretto di “literatura de cordel” Besouro, o valente capoeira 

Aqui estou novamente
Improvisando e versando
Esperando que meus versos
Estejam lhes agradando
Seja pra passar o tempo
Distraindo ou informando

Vou falar de um personagem
Da história da capoeira
Muitos ainda duvidam
Se a história é verdadeira
Desse homem batizado
Manoel Henrique Pereira

A história deste homem
De mistérios é cercada
Muita gente ainda pensa
Que é uma lenda inventada
Mas a sua existência
Já foi mais que comprovada

Nas rodas de capoeira
Seu nome é muito cantado
Fora das rodas também
Ele é sempre lembrado
Como um grande capoeira
Que tinha o corpo fechado

Dizem que era valente
E bravo como um touro
O chamavam “Besouro Preto”
Besouro “Cordão de Ouro”
De “Besouro Mangangá”

Ou simplesmente “Besouro”

Dessa espécie de inseto
Surgiu o seu apelido
No estado da Bahia
Ele foi muito temido
Sua fama corre o mundo
Jamais será esquecido

Mangangá é uma espécie
De besouro da cor escura
Que fura qualquer madeira
Seja ela a mais dura
Madeira boa, de lei
O Mangangá vai e fura

Não queira nunca sentir
Sua forte ferroada
Que deixa qualquer pessoa
Na cama adoentada
Com febre e calafrio
Totalmente derrubada

Numa outra ocasião
Besouro andava a pé
Passeando pela margem
Lá do Rio Subaé
A polícia lhe abordou:
– Me diga você quem é ?

Besouro lhes respondeu:
– Se querem saber quem sou
Vão ter que adivinhar
Pois falar é que não vou
E agora eu vou embora
Pois com muita pressa estou!

E os soldados não sabiam
Onde estavam se metendo
A casa de marimbondo
Em que estavam mexendo
Pior que panela quente
Cheia de água fervendo

Besouro não teve medo
Deste grupo de soldados
Eram seis ou oito praças
Que ficaram revoltados
Lutando contra Besouro
Com seus sabres empunhados

Besouro se esquivava
Dos golpes negaceando
Zombava dos oito praças
De “macacos” os chamando
Tomou o chapéu de um deles
E depois fugiu nadando

Mas nesse mesmo instante
Um homem por trás chegou
Uma faca de aticum
Na barriga lhe enfiou
Besouro nem teve tempo
De olhar quem lhe emboscou

O homem saiu andando
Besouro caiu no chão
Nem sabia quem havia
Lhe feito essa traição
Enquanto o sangue descia
Lembrou se de uma oração

Mas sabia que era tarde
Que chegara sua hora
A sua missão no planeta
Chegava ao fim agora
Partiria pra Aruanda

Era tempo de ir embora.


Per approfondire :

– FilmPedro Abib, Memorias do reconcavo: Besouro e outros capoeiras,  2008

             Salim Rollins, Besouro Preto, 2003

– Tesi di Jonalva Santiago Da Silva, Do cordel à narrativa biografica: a invençao de Besouro, o heroi de corpo fechado, universidade da Bahia, 2010 . Scaricabile qua http://portalcapoeira.com/Downloads/View-document-details/174-Do-Cordel-a-Narrativa-Biografica-A-Invensao-de-Besouro-o-Heroi-de-Corpo-Fechado

6 pensieri su “Besouro, il capoeirista mitico

  1. Grazie Alice per questo post! La storia raccontata in questo libretto ‘de cordel’, nonostante sia una delle versioni della leggenda, e’ un’ottima fonte per imparare a improvvisare nei corridos che riguardano Bisouro.

Lascia un commento

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione / Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione / Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione / Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione / Modifica )

Connessione a %s...